Escoliose, lordose e cifose: entenda a diferença entre os desvios na coluna

Os desvios da coluna vertebral raramente acontecem num único plano e geralmente são em três dimensões, sendo definidas como uma deformidade de torção tridimensional da coluna vertebral e do tronco. Esses problemas podem acontecer de forma isolada, assim como podem acontecer de forma associada. Os tipos mais comuns são: escoliose, lordose e cifose.

Descubra as principais causas e tratamentos dos problemas mais comuns na coluna.

O que é Escoliose?

Segundo o Ministério da Saúde, a Escoliose é a curvatura lateral da coluna vertebral, uma deformação na curva da coluna que pode ser acompanhada ou não da rotação das vértebras. Na maior parte dos casos está associada ao crescimento antes da puberdade, porém, pode atingir todas as faixas etárias.

São três os tipos de Escoliose: Escoliose Congênita, onde há uma má formação dos ossos; Escoliose Neuromuscular, que é causada por problemas neurológicos como paralisias cerebral e muscular e a Escoliose Idiopática onde a causa é desconhecida.

Na fase inicial, a Escoliose não apresenta sintomas perceptíveis. Porém, quando ela progride, causa algumas alterações que podem ser observadas, como por exemplo: ombros ou quadris assimétricos, cintura desigual, dores nas costas, inclinação do corpo para o lado, cansaço na coluna após passar muito tempo numa mesma posição, seja de pé ou sentado, dentre outros sintomas.

O tratamento indicado depende do grau da Escoliose apresentado por cada paciente, mas geralmente é indicado o uso de coletes ou suportes para as costas, fisioterapias, atividade física, alongamentos e em casos mais graves, a cirurgia na coluna.

Como saber se tenho Lordose?

A Lordose por sua vez é a curvatura para dentro. Neste caso, o paciente apresenta uma deformação na coluna onde ela é projetada muito para dentro da cavidade torácica. Vale ressaltar que a Lordose é comum em graus mais baixos, inclusive muitas pessoas tem.
Porém, dependendo do quadro apresentado, pode ser considerada uma hiperlordose, o que gera muita dor e desconforto.

Os principais sintomas da Lordose surgem através de uma alteração no formato da região lombar, formando um arco interno, logo acima das nádegas. Geralmente os pacientes que te Lordose, sentem fortes dores nas costas e dependendo do grau pode causar deformidades físicas.

Quando a Lordose acomete adultos, é necessário buscar a fisioterapia, esse é geralmente o tratamento mais indicado e o mais eficaz. Em crianças, o problema costuma se corrigir sozinho, mas é preciso estimular as crianças a manter sempre uma postura correta.

Conheça as causas da Cifose

Já a Cifose se apresenta como uma excessiva curvatura da coluna vertebral no (A-P) plano sagital ou como popularmente se fala, a pessoa parece “corcunda”. Qualquer ângulo acima de 45° é considerado como Cifose. Geralmente a Cifose é fruto de hábitos posturais inadequados.

Os sintomas comumente relatados são de dores nas costas e no pescoço, mas há a possibilidade de que a pessoa não sinta absolutamente nada. Mas, é possível observar um arredondamento acentuado nas costas para frente, assim como também é comum observar a deformidade física, problemas de equilíbrio e fraqueza muscular.

Em geral, os tratamentos mais indicados para Cifose é a prática de atividades físicas específicas, fisioterapia, uso de coletes e suporte para as costas e em casos mais graves, a cirurgia de correção na coluna.

Prevenir é sempre o melhor remédio

A melhor solução é prevenir, evitando dores e problemas futuros. A dica é simples: esteja sempre atento a sua postura! Seja durante atividades cotidianas como varrer, cozinhar, andar pela rua ou durante o tempo que fica sentado no trabalho, lembre-se sempre de se manter ereto. Além disso, existe um fator imprescindível para ter uma coluna saudável: praticar atividades físicas e consequentemente manter o peso corporal dentro do limite indicado para o biotipo é a receita para evitar lesões e ter uma vida mais saudável.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *